Reserva de Emergência


Normalmente as pessoas pensam muito em ganhar mais dinheiro e investir que acabam deixando de lado a ideia de um plano "B" para caso acontecer algo não planejado. Por isso, muitos educadores da área de finanças insiste que antes que qualquer tipo de investimento de risco seja feito para ter um retorno mais alto, forme-se uma reserva de emergência, pois justamente no momento em que não podemos pegar nosso dinheiro investido, seja por não estar na data do vencimento, ou pela ação ter desvalorizado, é que vamos precisar dele.




O Que é Reserva de Emergência


De forma resumida, a reserva de emergência é um valor guardado/investido que seja de fácil acesso e que esteja disponível a qualquer momento para sua utilização.


Claro que a reserva de emergência é uma indicação de muitos educadores, porém, há investidores, empresários e trabalhadores que optam em não ter um plano B caso aconteça algo e seja necessário ter acesso a recursos financeiros.


Pensando nos momento em que se precisa de recursos financeiros imediatos, que há a indicação de criar uma gordura antes de sair investindo em renda variável, porém muito mais que investimentos financeiros, a reserva de emergência vem para nos ajudar quando nosso carro estraga, ficamos doentes e há necessidade de consultas e medicamentos que não estavam em nossos planos ou um cano de água começa a vazar e você precisa chamar um encanador.


Para todos os momentos de dificuldades é preciso ter uma reserva a mão para não perder oportunidades ou ter a possibilidade de ficar tranquilo em momentos que normalmente nos trazem um certo desespero, como ser demitido ou até em momentos que queremos evoluir e decidimos começar um empreendimento.



Onde Formar a Reserva de emergência


O primeiro local que vem a cabeça de muitas pessoas é a mais conhecida e tradicional poupança, porém, estamos evoluindo muito na questão "guardar dinheiro" e hoje qualquer cidadão tem acesso a investimentos com uma rentabilidade maior.


Mas se a rentabilidade é maior, porque as pessoas ainda procuram fazer sua reserva de emergência na poupança?


Muito além do que rentabilidade, é buscado formas fáceis tanto para depositar o dinheiro quanto para sacar, assim as instituições bancárias acabam levando vantagem.


Por ter uma agencia em qualquer cidade, e aos olhos de um cidadão com pouco conhecimento, se o banco tem agências tem posses, se tem posses é mais seguro que não vou perder meu dinheiro, o que é um pensamento bem errado, principalmente para quem já escutou a história da era Collor.


Pois bem, a reserva de emergência é algo que pode ser debatido por horas sobre qual é o melhor lugar para deixa-la, porém como conselho, busque fontes que tragam um rendimento atraente, seja classificado um investimento de renda fixa e tenham o FGC (Fundo Garantidor de Crédito).


Hoje temos bancos digitais que nos proporcionam um rendimento superior ao da poupança e de forma totalmente gratuita, porém é preciso ter vontade de ler um pouco sobre estas novas fontes de investimento seguros.


No meu caso, acabei optando em fazer minha reserva de emergência em 3 instituições digitais, devido ao valor de retorno que elas oferecem.


Locais como Nubank, Banco Inter e Picpay, oferecem uma porcentagem bem considerável apenas para deixar seu dinheiro na conta, exceto o Banco Inter, que você tem que migrar seu dinheiro para a aba de investimentos.


Muito além destes, há outras formas de fazer a reserva de emergência em corretoras de valores, assim aplicando o dinheiro em títulos do tesouro (Títulos emitidos pelo Governo Federal), CDB (Certificados de Depósitos Bancários), CDI (Certificado de Depósito Interbancário), LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito Agrícola).


Também não é algo obrigatório, mas ter uma diversificação em sua reserva de emergência traz algumas vantagens, assim como é diversificar uma carteiro de ações.



Qual é o Valor da Reserva de Emergência


A reserva é como se fosse seu pagamento mensal, onde você guarda o dinheiro em uma boa aplicação e ele servirá de salário caso você fique desempregado, o que fará você ficar estável financeiramente por um período de tempo.


A indicação pode variar de acordo a sua profissão e de suas receitas mensais, por exemplo, se você é trabalhador autônomo e não tem certeza da receita que entra mensalmente e muito menos tem controle sobre quando vai ter que ficar afastado ou sem poder trabalhar, é indicado que tenha pelo menos 1 ano de receita garantido, um exemplo do porque deste cálculo, é dado pela pandemia vivida nos anos de 2020 e 2021, onde muitos trabalhadores autônomos acabaram não podendo trabalhar devido a decretos, assim quem formou a reserva de emergência ainda teve um apoio financeiro, já aqueles que não o fizeram passaram por grandes dificuldades.


Agora se você é assalariado e tem um valor fixo entrando todo o mês em sua conta, este tempo pode ser reduzido para 6 meses, pois no caso de você ser demitido, pode contar com o seguro desemprego e ainda sua reserva, porém suponhamos que você não aguenta mais trabalhar no local que está, poderá pedir sua demissão e ficar tranquilo por 6 meses procurando um novo emprego ou até mesmo virando um empreendedor.



Conclusão


Pelo conteúdo passado no decorrer deste post, e se você leu por inteiro, já sabe o que é uma reserva de emergência, os locais que podem ser usados para fazer a reserva de emergência e também a quantia relevante da sua reserva de emergência.


Após ter passado todas estas informações, vou mencionar o que já está escrito mais uma vez. A reserva de emergência é uma indicação para não se pegar sem dinheiro, e em momentos como demissões, investimentos que não possam ser resgatados ou de saúde, você tenha acesso ao dinheiro.


Por ser uma indicação, isso não se torna uma obrigação para fazer investimentos de maior risco, porém as pessoas que não se preparam para o pior acabam deixando sua vida financeira nas mãos da sorte.


E você o que aprendeu?

Deixe seu comentário.


Um grande abraço.


Att.

Giovane Carpes.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo