O Que São Fundos Imobiliários (FII)

Com certeza você já pensou em comprar um terreno, uma casa ou ser dono de um shopping para ter inquilinos que pagam aluguel mensalmente, assim teria um imóvel que te traria rendimentos todos os meses, porém para fazer a aquisição de um pequeno terreno precisamos de muitos mil reais, o que na maioria dos casos não é possível ou deixará a pessoa sem a reserva financeira para caso acontecer algo e precise do dinheiro.


Hoje você vai ver que não é necessário muito dinheiro para conquistar o sonho de ser sócio de uma empresa que tem recebíveis em aluguéis ou mesmo uma incorporadora que tem como objetivo construir e vender imóveis, para isso basta você começar investir em fundos imobiliários.



O Que São Fundos Imobiliários


De forma geral, fundos imobiliários como o próprio nome diz é um fundo formado para a construção, ampliação ou manutenção de imóveis. Para melhor compreensão, imagine-se fazendo a aquisição de uma casa pronta e não tem todo o dinheiro necessário, você tem duas opções, uma delas é fazer um financiamento e a outra é guardar dinheiro até atingir o valor pretendido.


Se optarmos por guardar dinheiro, vamos levar muito tempo e poderá ser tarde para aproveitar aquela oportunidade, então decidimos ir na opção de fazer um financiamento, ou como é mais conhecido, fazer um empréstimo, porém ao invés de pagar juros você torna as pessoas que te emprestaram o dinheiro seus sócios e cada um fica com uma fração dos ganhos que você vai ter, então houve a solicitação para captar dinheiro.



Pessoas que se interessaram pelo empreendimento compram as cotas emitidas e assim criam um fundo que você vai usar para comprar a casa à vista, assim você compra mais barato para vender mais caro ou pode comprar a casa para gerar aluguéis, porém, você torna as pessoas que te emprestaram dinheiro em seus sócios, no caso de vender o imóvel você vai pegar todo o valor da venda e repartir com os sócios, conforme a porcentagem que eles representam no investimento, já se você locar o imóvel vai pagar mensalmente uma porcentagem aos investidores que te ajudaram a comprar o imóvel.


De uma forma um pouco mais direta, é como uma cooperativa habitacional, onde muitas pessoas se unem, depositam um valor mensal em uma conta que podemos dizer que é o fundo e quando atingir o valor necessário, compra-se o lote de terras e divide entre os envolvidos.


Tipos de Fundos Imobiliários


Há 5 tipos de fundos atualmente, que podem ser chamados de fundo de tijolo, fundo de desenvolvimento, fundo de compra e venda, fundo de recebíveis e fundo de fundos, abaixo vou descrever brevemente como cada um deles gera retorno aos investidores.



Fundos de Tijolos: São empresas que solicitam dinheiro para a compra ou construção de imóveis, visando manter o bem e o alugar, assim os investidores de fundos de tijolos recebem mensalmente um valor de retorno chamado de dividendo em relação ao valor recebido dos aluguéis. Neste tipo de investimento você se torna dono de um pedacinho do imóvel, seja ele uma casa, um shopping ou um galpão logístico e todo o mês vai receber o valor do aluguel dos inquilinos.


Fundos de Desenvolvimento: O fundo de desenvolvimento é a típica construtora, que solicita dinheiro para construir casas, prédios, shopping ou galpões logísticos. Ao término da obra você tem parte do empreendimento e receberá o valor do lucro das vendas como retorno, isso pode demorar para retornar pois depende da conclusão e venda do imóvel. Por isso quando olha-se para os pagamentos de rendimentos ou como são mais conhecido, os dividendos, nota-se que não segue um valor padrão e nem um cronograma.


Fundos de Compra e Venda: Não sei se você já assistiu a série irmão a obra, onde é comprado uma casa por um valor baixo, reforma-se deixando a casa mais atraente e vende o imóvel, este tipo de fundo basicamente trabalha assim, compras imóveis abaixo do preço, reforma e vende. Aqui você recebe seus dividendos através do lucro que é obtido na venda e como no no fundo de desenvolvimento não há valor específico e nem cronograma de pagamentos, pois depende da venda do imóvel.


Fundo de Recebíveis Imobiliários: Aqui vou adicionar uma nova sigla em sou vocabulário, pois este fundo trabalha com CRI ( Certificado de Recebíveis Imobiliários) e funciona da seguinte forma, o fundo gera dinheiro para comprar o direito de posse dos imóveis, onde compra o CRI da seguradora que no caso é quem emite o papel ou cota, e quando a obra é concluído ganha-se o direito de posse do bem. Este tipo de fundo é o mais próximo de investimento imobiliário, pois tem o foco de adquirir recursos para investir no setor imobiliário, seja na construção, aquisição ou melhorias. De todos este é o fundo com maior risco, pois como compra o direito de recebíveis pode acontecer de o comprador não pagar, claro que também tem a proteção de alienação dos imóveis, assim há recursos para não perder todo o investimento.


Fundo de Fundos: Aqui vou deixar bem curtinha a descrição, pois basicamente este é o fundo que avalia quais fundos valem a pena investir e coloca seus recursos neles, é a forma de diversificar seus investimentos nos fundos imobiliários, pois ele segue a regra de investir no que trará mais retorno aos seus investidores.



Conclusão


Agora que você já sabe que pode começar investir em imóveis através dos fundos imobiliários (FII), pode decidir qual dos investimentos acima combina mais com você e começar hoje mesmo, pois há fundo que custam menos de R$ 15,00 por cota e pagam retornos mensais.


Mas antes de investir leia atentamente o prospecto, avalie os inquilinos, e consulte o que puder sobre a empresa responsável, só assim você fará um bom investimento.


Espero que este conteúdo tenha te ajudado a entender um pouco melhor como funcionam os fundos de investimento, mas caso tenha ficado com dúvidas comenta abaixo que vou ter o prazer de fazer um post dedicado a sua dúvida.


Um grande abraço

Att.

Giovane Carpes


Posts recentes

Ver tudo